Purê de Mandioquinha

pure de mandioquinha
A mandioca é um vegetal de raiz. É a parte subterrânea do arbusto de mandioca, que tem o nome latino Manihot esculenta. As pessoas também podem comer as folhas da mandioca. Os seres humanos que vivem ao longo das margens do rio Amazonas na América do Sul cresceram e consumiram mandioca centenas de anos antes de Cristóvão Colombo viajar para lá. Hoje, mais de 80 países nos trópicos cultivam mandioca, e é um componente primário da dieta de mais de 800 milhões de pessoas em todo o mundo. É popular porque é uma cultura que é resistente à seca e não requer muito fertilizante, embora seja vulnerável a doenças bacterianas e virais.

A mandioca culturalmente

A mandioca é um vegetal de raiz usado para fins culinários e em medicamentos folclóricos. A mandioca é uma importante cultura de tubérculos (ao lado de batatas e inhame) e uma das fontes mais importantes de carboidratos no mundo em desenvolvimento. Usada para fazer tapioca, ração animal e até amido para lavar roupas, acredita-se que a mandioca melhore a saúde, aumentando a imunidade e regulando a digestão. A raiz da planta é rica em vitamina C, enquanto as folhas contêm beta-caroteno, lisina e outros compostos benéficos para a pele e metabolismo. Também conhecido como:
  • Aipim
  • Pão dos Trópicos
  • Araruta brasileira
  • Garri
  • Macaxeira (Nordeste do Brasil)
  • Mandioquinha

Benefícios para a saúde

Como alimento básico de muitos países – da América do Sul e Índia à Indonésia e África Ocidental – a mandioca é uma importante fonte de carboidratos, mas de outra forma pobre em proteínas e nutrientes essenciais. No entanto, contém compostos que se acredita serem anti-inflamatórios e antioxidantes, incluindo ácidos fenólicos, antraquinonas, saponinas e alcalóides. Profissionais alternativos acreditam que essas propriedades podem auxiliar no tratamento ou prevenção de certas condições de saúde, incluindo:
  • Artrite
  • Câncer
  • Caspa
  • Diabetes
  • Diarréia
  • Perda de cabelo
  • Infertilidade
  • Trabalho prolongado
  • Infecções de pele
Algumas reivindicações são mais bem sustentadas por pesquisas do que outras. Alguns, como o câncer, foram profundamente contestados. Embora seja frequentemente sugerido que a mandioca promove a ovulação (aumentando ainda mais a probabilidade de gêmeos), a evidência é, na melhor das hipóteses, anedótica. Embora a mandioca contenha fitoestrogênios e ácido fólico, os quais podem aumentar a fertilidade, existem muitos outros alimentos que são fontes muito mais ricas. Apesar dessas deficiências, há evidências de que a mandioca pode oferecer benefícios além do seu valor nutricional.
  • Diabetes. A mandioca é uma fibra insolúvel rica em celulose. Este é um tipo de fibra alimentar que auxilia na digestão e ajuda a prevenir constipação e doenças diverticulares. Acredita-se também que seja um prebiótico, um tipo de fibra que promove o crescimento de bactérias probióticas à medida que fermenta no intestino.
  • Existem evidências de que esse efeito pode aumentar o metabolismo e a velocidade com que o açúcar no sangue é eliminado do sangue (um processo conhecido como tolerância à glicose).
  • Além disso, a mandioca possui um índice glicêmico de 46, um valor muito mais baixo que outros alimentos ricos em amido.
  • Isso se aplicava especialmente à mandioca enriquecida com vitamina A. Se o mesmo ocorreria com suplementos de mandioca não está claro.
  • Apesar da capacidade da mandioca de aliviar a constipação, um estudo ayuverdico sugere que um extrato de folha de mandioca à base de álcool também pode tratar a diarréia ocasional.
  • Para este estudo, os ratos de laboratório com diarréia induzida receberam uma dose oral do extrato de folha de mandioca ou um dos dois medicamentos antidiarreicos (loperamida ou sulfato de atropina). Segundo os pesquisadores, camundongos que receberam mandioca alcançaram o mesmo alívio dos sintomas.

Ingredientes

  • Um quilo de mandioca fresca
  • Quatro dentes de alho amassados
  • Duas colheres de sopa de manteiga
  • Meia colher de chá de sal
  • Meia colher de chá de pimenta branca
  • Um copo de leite, separado
  • Coentro picado para decorar

Modo de preparo

Descasque a mandioca, certificando-se de remover todas as camadas da casca externa. A mandioca deve ser completamente branca. Corte ao meio, longitudinalmente e depois em terços. Adicione a mandioca a uma panela e mergulhe em água fria o suficiente para cobrir completamente. Adicione alho já triturado. Ferva a mandioca e o alho por 25 a 30 minutos ou até ficarem macios. Escorra e retorne à panela. Depois de cozido, adicione a manteiga, o sal, a pimenta e meia xícara de leite. Usando um espremedor de mãos, misture todos os ingredientes. Adicione o restante do leite ao purê de mandioca, se parecer muito seco para o seu gosto. Decore com coentro e sirva imediatamente.